7 Coisas da Infância que os adultos não deveriam esquecer.

images 1 - 7 Coisas da Infância que os adultos não deveriam esquecer.
www.foxnews.com

O mundo de urgências que vivemos, onde todos carregam suas agendas lotadas de compromissos, onde dizem que “tempo é dinheiro” e que “não tenho tempo à perder”, esquecemos que as crianças vivem em seu próprio tempo, ritmo e estação.
Exatamente movido pela vida agitada e corrida que levamos, nos esquecemos de coisas que o universo infantil não esquece e que na realidade, nunca deveríamos ter esquecido.

1. O PRAZER DE GANHAR UM PRESENTE.
Na infância, não importa se é uma bala, carrinho ou uma linda boneca, o importante é receber o presente. Quando criança, não perdemos tempo avaliando a origem, preço ou qualidades do presente, simplesmente temos prazer ao recebe-lo.
O salmista traduz qual deveria ser nosso sentimento diante os incontáveis benefícios que o Senhor nos faz “Bendiga o Senhor a minha alma! Não esqueça nenhuma de suas bênçãos!” Salmos 103:2.

2.SORRIR SOMENTE POR SORRIR.
A maturidade tira de nós um remédio poderoso, o sorriso. Sorrir não custa nada, é disponível à todos e podemos usar a todo momento.
As crianças não precisam de grandes motivos para sorrir, na verdades, as vezes eles simplesmente sorriem sozinhas, sem motivo aparente.
Quando adultos buscamos momentos específicos para sorrir. Saiba que o sorriso pode curar, aliviar e promover mudanças poderosas em nossa vida.
“A alegria do coração transparece no rosto, mas o coração angustiado oprime o espírito.” Provérbios 15:13.

3.LIVRES EM SI MESMAS.
A criança é livre, leve e solta! ela não busca a aprovação das pessoas à sua volta, ela simplesmente é espontânea e se expressa livremente, mesmo que as vezes sofra repreensão.
Adultos devido as regras sociais e protocolos de comportamento, perdem a capacidade de serem espontâneas e vivemos então aprisionados, sem a possibilidade de um grito de liberdade.
Busque ser espontâneo, menos travado, limitado pelas questões da vida. Sorria mais, brinque mais e aprenda “Ora, o Senhor é o Espírito e onde está o Espírito do Senhor ali há liberdade.” 2 Coríntios 3:17.

4.BASTA UM CHEIRINHO.
Quem tem filhos sabe o quanto eles gostam de um abraço, beijinho e um cheirinho, uns mais outro menos, mas gostam.
Carinho, através do toque físico, mãos dadas, beijos e carícias deveriam ser potencializados na maturidade, mas infelizmente, pessoas são capazes de passar semanas sem dar um só abraço em quem ama.
O melhor lugar do mundo é dentro de um abraço, disse o sábio. Dê beijos e abraços em quem você ama, não perca oportunidade.
“há tempo de abraçar e tempo de se conter”. Eclesiastes 3:5.

5.PROBLEMAS PASSAM A VIDA FICA.
Uma das marcas da infância é a capacidade em administrar os conflitos, elas brigam e no mesmo instante se amam, o importante é brincar e ser feliz.
Homens e mulheres adultos tornam-se duros como ferro e perdem a capacidade de gerenciar suas emoções deixando de lado questões secundárias que podem tirar nossa paz.
“Afaste-se do mal e faça o bem; busque a paz com perseverança”. 1 Pedro 3:11.

6.PERDOAM SEM SABER QUE ESTÃO PERDOANDO.
Crianças são fantásticas no ato de perdoar, eles o fazem sem cerimônia ou mesmo sem saber o que estão fazendo, simplesmente perdoam e vida que segue.
Talvez, deveríamos voltar a esse nível de inocência, onde perdoar tornar-se um hábito tão natural que a vida fica mais leve, menos complexa e com menos rancores.
Perdão não é um sentimento, é comportamento, escolha e decisão.
“Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus os perdoou em Cristo”. Efésios 4:32.

7.QUEREM CRESCER A TODO CUSTO
A partir da segunda infância, a criança começa perceber-se e observar os outros, logo, a fase que termina na pré-adolescência é onde eles desejar sem adultos de todo modo, a ponto de não desejar que os levem na escola, não gostam de serem abraçados e beijados em público e etc.
Adultos deveriam manter-se sempre na busca de crescimento emocional, familiar, financeiro, espiritual e ambiental, ou seja, sempre melhorando.
“Jesus ia crescendo em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens”. Lucas 2:52.