logo familiaonline 750x375 - Dia Internacional da Família

A família é instituição basilar da sociedade. Sem ela não há suporte ou razão de ser para uma pessoa. Existe o sentimento de amor, mas também a fortaleza, o desejo de estar junto. Família é tudo que nos faz ser fortes. Por isso, comemoramos sua existência, neste 15 de maio.

Maio de 1993, a ONU – Organização das Nações Unidas, deliberou a data como dia Internacional da Família, desde então, em todo o Mundo celebra a Família.

A Família na História

A família é o núcleo natural e fundamental da sociedade e como tal deve ser protegida, como se conclui do disposto na “Convenção Americana de Direitos Humanos de 1969.”

No mesmo sentido, podemos citar outras convenções internacionais que reforçam o fato de ser a família pedra fundamental da sociedade, tais como a “Declaração Universal dos Direito Humanos”, o “Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos”, o “Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais” e a “Convenção sobre os Direitos da Criança.”

Na posição de primeira e mais importante instituição organizada do mundo, uma vez que é base de todas as outras, a família deve ser considerada como principal unidade básica de desenvolvimento do ser humano.

Para todos os fins – e todas as possíveis interpretações –, é importante registrar que a família é um sistema muito complexo, passando por vários ciclos de desenvolvimento ao longo da história. Assim, transformou-se através dos tempos, acompanhando mudanças religiosas, econômicas e socioculturais.

Segundo Jacques Commaille, a família é a instituição jurídica e social resultante das justas núpcias, que dão origem à sociedade conjugal, da qual derivam três diferentes vínculos: o conjugal, o de parentesco e o de afinidade, esse conceito teve papel de destaque na história.

A instituição familiar é a única sobrevivente ao longo dos séculos, ela atravessou gerações, nações, reinos, impérios, guerras e batalhas. Nenhuma outra resistiu tanto, quanto a família.

Desde primórdios da civilização, seja registrado na cultura judaico-cristã, indígena ou asiática, família é o que sustenta a sociedade.

Família pós-moderna

A família hoje é formada por diversas cores, formatos, tons e texturas, sejam grandes, pequenas, emprestadas ou enxertadas, mas o que todas buscam é o mesmo, viver em Amor.

O padrão Bíblico de Família, Pai-Mãe-Filhos (Gn 2,24 – Gn 4) é que sustentou e trouxe a sociedade até aqui.
Atualmente é observado pelos especialistas uma tentativa de desconstrução do núcleo familiar a qualquer custo e preço, ainda que isso aponte para um suicídio social, pois todo a sociedade depende da família como promotora de cidadãos de bem para ela mesma.

Os desafios da família cristã

A família cristã precisa como nunca buscar oportunidades em meio a todos esses desafios do novo milênio. A pergunta é: como a família deve enfrentar e responder a esses desafios, sem perder sua integridade?

Diante das mudanças sociais com todas as suas implicações, a igreja, sem dúvida, é a maior instituição a advogar em favor do modelo convencional de família.

1. Reconsiderando o que foi profetizado:

Paulo, o apóstolo, anteviu o que hoje vivemos como realidade neste novo milênio: “Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus…” (2 Tm 3:1-4). Seria ingenuidade ou ignorância fazermos de conta de que não existe crise e que tudo está indo muito bem. Podemos alterar este quadro, que caracteriza o novo milênio em relação à família, através de um avivamento da parte Deus, e isso não é automático, precisa ser buscado. “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2 Cr. 7:14).

2. Não se conformar com o modelo oferecido pelo “deus deste século” (Rm 12:2; 2 Co 4:4)

A palavra conformar significa tomar a forma, se amoldar. O que Paulo disse a Timóteo serve para todos aqueles que acreditam na família como projeto de Deus. “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste…” (1 Tm 3:14a) Preservar os princípios de Deus, estabelecidos em Sua Palavra para a família, é edificar a casa sobre a rocha (Mt 7:24,25). Pode haver as mudanças que houver, Jesus garantiu, este projeto é à prova de tempestade, não cai. Devemos celebrar as famílias e os casamentos que alcançaram sucesso no Senhor Jesus, como resposta aos modelos distorcidos de família. Essa iniciativa do povo de Deus, de afirmar o modelo bíblico de família como ideal divino, pode motivar ainda mais os relacionamentos sadios e encher de esperança tantos outros que estão lutando para superar as crises, porque acreditam na família como Deus a projetou. Quando honramos a Deus, não abrindo mão de princípios, Ele nos honra diante dos homens, manifestando sua vitória em nossas vidas. Com todo respeito que temos pelos que foram vítimas de uma separação conjugal, precisamos proclamar sempre que “Deus contínua odiando o divórcio” (Ml 2).

3. Mantendo o altar do Senhor levantado dentro de casa

A família precisa derrubar, dentro de casa, todos os altares que não pertencem ao Senhor. Esta foi a orientação de Deus para Gideão, a fim de que o avivamento acontecesse: “E aconteceu naquela mesma noite, que o Senhor lhe disse: Toma o boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derruba o altar de Baal, que é de teu pai; e corta o bosque que está ao pé dele. E edifica ao Senhor teu Deus um altar no cume deste lugar forte, num lugar conveniente; e toma o segundo boi, e o oferecerás em holocausto com a lenha que cortares do bosque” (Jz 6:25,26). Este altar levanta-do ao Senhor dentro de casa fala de entrega sacrificial, renúncia, devoção, comunhão, louvor, adoração, culto, obediência e submissão. Posso afirmar que a família que tiver um altar levantado ao Senhor estará debaixo de proteção.

4. A família cristã vencendo o poder da influência negativa da mídia

Somos de certa forma o resultado daquilo que vemos e ouvimos. Não é exagero afirmar que a mídia televisiva tem sido responsável pela desestruturação da família ao redor do planeta. Os programas de maior audiência no Brasil exaltam tudo aquilo que compromete o bem-estar da família e incentiva tudo o que a Bíblia, como Palavra de Deus, condena: adultério, prostituição, homossexualismo, uso de drogas, violência, pornografia, ocultismo, satanismo, feiticismo etc. Jesus disse que o ladrão (o diabo) vem para roubar, matar e destruir (Jo 10:10). Muitos, por estarem tão distraídos com este tipo de entretenimento, não percebem a ação sutil desse ladrão, que chega e rouba, mata e destrói o relacionamento.

Neste novo milênio, cada vez mais a luta pela audiência levará os dirigentes dos meios de comunicação a extrapolar os limites, desrespeitando crianças, adolescentes, jovens, adultos, velhos etc. As famílias cristãs, em meio à está decadência e disseminação do mal, precisam assumir a postura de quem é “vocacionado para ser o sal da terra e luz do mundo” (Mt 5:13,14). Assim diz o Senhor a todas as famílias que desejam fazer a diferença neste novo milênio: “Por isso, retirai-vos do meio deles, separai-vos, diz o Senhor; não toqueis em coisas impuras; e eu vos receberei, serei vosso Pai, e vós sereis meus filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso. Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne, como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus” (2 Co 6.17,18; 7.1).

5. Promessas de Deus às famílias cristãs no novo milênio

 E será que, se ouvires a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o Senhor teu Deus te exaltará… (Dt 28:1)

E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do Senhor teu Deus (Dt 28:2). 

Bendito serás na cidade, e bendito serás no campo (Dt. 28:3). 

 Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais; e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas (Dt 28:4).

 Bendito o teu cesto e a tua amassadeira (Dt 28:5). 

Bendito serás ao entrares, e bendito serás ao saíres (Dt 28:6).

O Senhor entregará, feridos diante de ti, os teus inimigos, que se levantarem contra ti; por um caminho sairão contra ti, mas por sete caminhos fugirão da tua presença(Dt 28:7).

 O Senhor mandará que a bênção esteja contigo nos teus celeiros, e em tudo o que puseres a tua mão; e te abençoará na terra que te der o Senhor teu Deus (Dt 28:8).

O Senhor te confirmará para si como povo santo, como te tem jurado, quando guardares os mandamentos do Senhor teu Deus, e andares nos seus caminhos (Dt 28:9).

 E todos os povos da terra verão que é invocado sobre ti o nome do Senhor, e terão temor de ti (Dt 28.10). 

E o Senhor te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto do teu solo, sobre a terra que o Senhor jurou a teus pais te dar (Dt 28:11). 

O Senhor te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo, e para abençoar toda a obra das tuas mãos; e emprestarás a muitas nações, porém tu não tomarás emprestado (Dt 28.11).

E o Senhor te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do Senhor teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir (Dt 28.12). 

E não te desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, andando após outros deuses, para os servires (Dt 28:13).

fonte: amo família / ambito juridico

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *